Posts

Lider mundial em intermediação de compra e venda de empresas, fusões e aquisições.

20 de março de 2023

UBS adquiri o Credit Suisse por US$ 3,5 bi e ações operam em queda de mais de 8%

No último dia 18 de março, o mercado já anunciava a possibilidade do banco UBS fazer um acordo para aquisição do Credit Suisse, o que será o fim de uma história de 167 anos do banco.

No fim de semana o mercado confirmou a operação de M&A (Fusões e Aquisições) e as ações operaram em forte queda na manhã desta segunda-feira (20) na bolsa de Zurique. A aquisição, após um fim de semana de negociações, intermediada por autoridades reguladores suíças foi fechada em US$ 3,5 bilhões, algo em torno de 19 bilhões de reais.

O Banco Nacional da Suíça (SNB, o banco central do país), a FINMA, principal autoridade de supervisão financeira do país, e o Departamento Federal Suíço de Finanças foram quem iniciaram as conversas e apoiam a transação, conforme comunicado. A intenção das autoridades suíças e globais é a restauração da confiança no sistema bancário.

A combinação cria um dos maiores bancos da Europa. O UBS tem US$ 1,1 trilhão em total de ativos em seu balanço, e o Credit Suisse, US$ 575 bilhões.

“Esse não é um pacote de socorro financeiro. É uma solução comercial”, disse Karin Keller-Sutter, ministra das Finanças suíça. “A falência teria causado enormes danos em termos de garantias ao mercado financeiro suíço, e com um risco de contágio internacional”, disse. “Os EUA e o Reino Unido ficaram muito gratos por essa solução… eles realmente temiam uma falência do Credit Suisse.”

A tomada de controle significa o fim do banco, operante há 167 anos, cuja sede fica de frente para seu ferrenho concorrente UBS.

O UBS afirmou que o banco resultante da compra do Credit Suisse será um gestor de líder na Europa, na qual ganhará escala, com ativos investidos de mais de US$ 1,5 trilhão. “A combinação apoia nossas ambições de crescimento nas Américas e na Ásia, acrescentando escala aos nossos negócios na Europa, e estamos ansiosos para receber nossos novos clientes e colegas em todo o mundo nas próximas semanas”, disse o CEO do USB, Ralph Hamers.

Em 2022, o UBS registrou lucro de US$ 7,6 bilhões, enquanto o Credit Suisse amargou um prejuízo de US$ 7,9 bilhões, o que, na prática, fez evaporar todos os lucros dos dez anos anteriores.

Fontes: Valor Econômico, Exame

Confira nossas oportunidades de negócios